A queda de cabelo é um problema que atinge diversas faixas etárias, e pode ocorrer por diversas causas. Seja homem ou mulher os problemas capilares estão presente a décadas na sociedade, sendo uma das causas de várias questões que atingem a autoestima.  

Segundo especialistas, é comum cair em média 100 fios de cabelo por dia, mas mudanças significativas no dia a dia podem ser um sinal que algo não vai bem. Os tratamentos variam, já que dependem da força que o cabelo do paciente tem. Da mesma forma que um clareamento dental depende de um diagnóstico precoce para ser feito em pacientes que possuem uma maior sensibilidade. 

Causas da queda de cabelo 

A queda de cabelo é normal para todas as pessoas, pois está relacionada a um final de ciclo, que envolve a renovação dos fios. Normalmente, todo o fio que cai é substituído, porém quando há queda diária e o indivíduo pode perceber uma disfunção “fora do habitual”, se faz necessário uma consulta médica com um especialista, pois pode estar ocorrendo algum distúrbio no organismo que precisa de uma maior atenção.

A ansiedade e o estresse do dia a dia lideram o ranking das causas para a perda de cabelo, isso porque esses distúrbios mexem muito com o emocional de cada pessoa, o que pode diminuir a produção de hormônios que ajudam na fortificação do couro cabeludo e na sua própria irrigação diária. Nesses casos, a visita a um psicólogo em conjunto com um dermatologista se faz essencial para solucionar o problema.  

A genética conta muito para a força do couro cabeludo. Se a família do paciente tiver em seu histórico problemas com a queda parcial ou total dos fios, o tratamento pode até ser feito de forma mais precoce, isso porque as disfunções podem ocorrer por falta de vitaminas, que contribuem e muito no caso desta questão familiar da síndrome. 

A síndrome metabólica é a causa mais comum nessas questões, Ela ocorre quando o paciente possui uma disposição a alguma doença, como diabetes, hipertensão, obesidade entre outros, que possam lesar a circulação sanguínea do couro cabeludo. 

O tabagismo também pode ser uma grande influência para a queda excessiva de cabelo, pois os seus componentes geram um enfraquecimento das mechas segundo estudos, o que pode acelerar o ciclo de renovação, porém diminuir a velocidade de crescimento dos novos fios.     

Possíveis tratamentos  

Os tratamentos são feitos de acordo com a situação de cada paciente. Por isso a necessidade de buscar ajuda de um dermatologista e não confiar em receitas milagrosas da internet, pois essas receitas podem piorar a situação dos fios, aumentando o problema capilar. 

Porém, dentre as principais causas, o tratamento pode ser feito a partir de medicamentos, no caso de queda hormonal ou genética. Vale reforçar que os medicamentos só podem ser utilizados com prescrição médica, pois os efeitos podem ser adversos em cada paciente. 

Os tratamentos naturais com máscara de gengibre, por exemplo, podem ser ideais para combater essas questões estéticas indesejadas. A máscara é indicada por vários especialistas, por ser prática e fácil de usar, podendo ser feita dentro de casa. 

Para o preparo, basta uma colher de sopa de gengibre ralado, e a mesma quantidade de azeite de oliva. É necessário deixar agir a solução no cabelo por aproximadamente 15 minutos, e depois retirá-lo com água corrente. A máscara deve ser aplicada dia sim e dia não durante um mês.

Os famosos cosméticos anti quedas também como auxiliar dependendo do problema, no caso da utilização de shampoos e condicionadores específicos para esse fim, podem ser bastante eficientes para reduzir a ação microbiana sobre os fios, favorecendo assim o crescimento.  

A alimentação também pode ser uma excelente aliada em conjunto com o tratamento, já que os hábitos de vida saudáveis, consequentemente vai ajudar a garantir resultados positivos durante o processo. 

Busca por um profissional da dermatologia 

Buscar ajuda médica é essencial, pois a queda de cabelo em excesso também pode ser sinal de doenças mais graves. O dermatologista tem a capacidade necessária para investigar todas as possibilidades que podem acometer a saúde do cabelo, e principalmente a solução para cada tipo de problema. 

Cabelo bom é cabelo saudável. Em um mundo tão diversificado como o nosso, cuidar da saúde capilar é também um cuidado com todo o organismo, já que o funcionamento pleno da saúde geral depende do funcionamento de todos os setores do nosso corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes Sociais

Parceiros

Logo Blog da Sulamita

Sou Sulamita Pinheiro Machado Cogan, advogada por formação. Todavia, por gostar de alguns assuntos como moda, beleza, música, pets, etiqueta e turismo no Brasil, resolvi escrever um blog para trazer aos usuários na internet conteúdos importantes sobre cuidados e os produtos utilizados com os pets.