Para responder quanta ração meu cachorro deve comer, algumas informações precisam ser avaliadas.

É importante conhecer essas variáveis para que a saúde do seu amigão esteja sempre em dia, pois, tanto o exagero como a falta de ração podem ser prejudiciais a ele.

Portanto, para se obter a resposta é preciso considerar em seu cachorro:

  • peso,
  • atividades diárias,
  • porte,
  • tipo de ração que ele consome.

No entanto, por que ração e não comida caseira?

Segundo a Dra. Luciana Domingues de Oliveira, médica e veterinária com doutorado na área de nutrição de cães e gatos, os pets que são tratados exclusivamente com rações de qualidade vivem mais, possuem menos doenças e consomem alimentos de melhor qualidade.

Nesse post apresentamos dicas importantes para que você possa responder à pergunta: quanta ração meu cachorro deve comer? Continue lendo e confira!

A importância da ração

Antes de entrarmos na quantidade, é importante mencionarmos a qualidade da ração que você oferece a seu cachorro.

Para que seu cão esteja saudável em termos de alimentação, ele precisa de calorias e nutrientes.

O exagero no consumo das calorias o deixará acima do peso, o que não é recomendável, no entanto, é importante que ele consuma os nutrientes necessários para sua qualidade de vida.

As rações apresentam em suas embalagens detalhes das substâncias que fazem parte do alimento. 

Prefira sempre as naturais e com mais nutrientes, preferencialmente as super premium.

Afinal, quanta ração meu cachorro deve comer?

Agora que você já fez a escolha do melhor alimento, é hora de responder a tão aguardada pergunta: quanta ração meu cachorro deve comer?

Afinal, queremos eles felizes e bem, pois são companhias importantes em nossas vidas, trazendo-nos momentos alegres e ajudando-nos, inclusive, a manter uma boa saúde mental.

Vamos, então, às respostas:

Cães filhotes

Os cães filhotes devem ser tratados com as rações desenvolvidas especialmente para eles, já que elas possuem nutrientes que os ajudam no crescimento.

Essa ração é mais calórica que a dos adultos em função da fase que se encontram, pois, eles consomem mais energia.

A quantidade deve obedecer às recomendações da própria embalagem, onde são considerados o peso e a raça do seu cãozinho ou, ainda, de acordo com a indicação do veterinário.

Cães adultos

Responder quanta ração meu cachorro deve comer para aqueles que já atingiram o tamanho adulto é mais complexo do que os filhotes.

Isso se deve, pois, alguns deles são mais ativos enquanto outros são preguiçosos.

Normalmente uma casa com crianças tende a movimentar mais os cães, que gostam de acompanhá-los nas brincadeiras e correrias.

O cuidado a ser tomado é com relação aqueles que passam o dia sem se movimentarem e que podem, a partir de uma alimentação mais “caprichada”, tornarem-se obesos.

Os petiscos e exageros nas refeições são vilões para os cães dorminhocos, portanto, tenha cuidado.

Em regra geral, para todos eles, deve-se também considerar as recomendações do próprio fabricante da ração ou do veterinário que cuida do seu cão.

Cães idosos

Os cães idosos são os que merecem mais atenção, pois a absorção dos nutrientes pelo organismo funciona em outro ritmo, além do que ele deve ter diminuído bastante as atividades do dia-a-dia.

O cão idoso não precisa de uma ração como a dos adultos, no entanto, a quantidade deve também seguir os parâmetros apresentados nas embalagens ou as recomendações veterinárias.

Há diversas rações no mercado que suprem essa necessidade, em maioria são conhecidas como alimentos para cachorros seniores.

Muitas pessoas imaginam que oferecer muita comida a seu cão é uma maneira de torná-lo feliz, no entanto, isso é um engano.

Os cães são gulosos por natureza, portanto, eles irão experimentar tudo o que lhe for oferecido, porém, nada mais saudável do que uma alimentação adequada que garanta os bons momentos e uma vida longa e feliz.

Agora que você já tem a resposta para quanta ração meu cachorro deve comer, continue conosco e leia o post que apresenta como ter uma casa sem o cheiro dos cães!

Esse post foi escrito pelo seu.dog, um blog que visa sanar todas as dúvidas de tutores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes Sociais

Parceiros

Logo Blog da Sulamita

Sou Sulamita Pinheiro Machado Cogan, advogada por formação. Todavia, por gostar de alguns assuntos como moda, beleza, música, pets, etiqueta e turismo no Brasil, resolvi escrever um blog para trazer aos usuários na internet conteúdos importantes sobre cuidados e os produtos utilizados com os pets.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/femininas/www/wp-includes/functions.php on line 4348

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/femininas/www/wp-includes/functions.php on line 4348

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/femininas/www/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 110