O ano de 2021 começa com a esperança da renovação e retorno à nossa vida normal, e uma certeza que psicólogos, economistas e trabalhadores do turismo podem concordar é que assim que as campanhas de vacinação forem concluídas, e a pandemia se tornar controlada em países turísticos, haverá uma demanda imensa por viagens, hotéis e pacotes turísticos. 

A vontade de sair de casa,de variedade, de conhecer o mundo, está maior do que nunca, mas ainda vai precisar esperar mais um pouco. E enquanto esperamos pela oportunidade, podemos estudar quais lugares queremos conhecer, fazer nosso planejamento financeiro, e aprender algumas dicas interessantes que podem nos ajudar a economizar bastante na compra de passagens e reservas em hotéis através do computador ou celular. 

Embora os sites que oferecem reservas e passagens tornam a experiência de compra muito fácil e ágil, eles também empregam diversas técnicas de rastreamento e análise para subir preços e aumentar os lucros.

Por exemplo, talvez você já tenha recebido uma recomendação de uma amiga sobre um site com passagens muito baratas ou um pacote de viagem incrível, mas quando acessou, o preço estava completamente diferente.

Se o algoritmo do site decidir que, por algum motivo, você pode pagar mais ou tem muito interesse na viagem, ele automaticamente sobe os preços. Quer saber como economizar? Então continue nesse artigo. 

Quais dados são coletados pelos sites de compra?

Os sistemas de coleta de dados através da internet não são novos, mas atualmente estão sendo usados de forma agressiva e principalmente dentro do setor de turismo.

Para começar, a informação mais importante que o site coleta é a localização do usuário, usando a própria conexão de internet para isso.

Se pegarmos como exemplo meu IP imediatamente conseguimos descobrir que escrevo do Brasil, e mais, é possível determinar até meu provedor de internet e Estado. Se clicar no link, o site mostrará exatamente a sua localização. 

Os sites também podem usar cookies e outras técnicas, conhecidas em conjunto como “fingerprinting”, além de se associar a gigantes da tecnologia como a Google e Facebook, para descobrir se você tem interesse em viagens, sua estimativa de renda mensal, seu padrão de consumo, e o quão interessado nessa viagem você esteve nos últimos meses. 

Com tudo isso, o site monta um perfil e, em tempo real, tenta escolher o preço mais alto que ao mesmo tempo ainda é provável de te convencer a pagar. 

Economizando usando uma VPN

Agora que sabemos que alguns sites podem coletar nossos dados e usar essas informações para aumentar os preços, como podemos mascarar e otimizar nosso perfil?

O primeiro passo é instalar uma VPN, o programa que além de blindar a rede contra coleta de dados, também permite escolher um país do mundo e, automaticamente, qualquer site acredita que essa é sua localização.

Uma vez que temos uma VPN ligada, é importante também limpar os dados do navegador, tanto no computador quanto no smartphone, para eliminar eventuais cookies deixados pelos sites. 

Agora, basta seguir algumas instruções e verificar os sites de compra de passagens ou booking de hotéis:

  • Experimente definir sua localização na VPN como um país de baixa renda, ou o país de origem da companhia aérea.
  • Defina seu país como o mesmo país do hotel onde irá se hospedar, já que o preço para turistas é sempre mais alto que o preço para moradores locais. 
  • Experimente abrir uma aba anônima no navegador, além de uma aba normal, e acessar simultaneamente o mesmo site de busca de passagens, comparando os resultados disponíveis. 

De imediato, já podemos observar mudanças nos preços, muitas vezes fazendo uma diferença gigantesca no valor total da viagem.

Alguns sites agregadores de pacotes chegam a aumentar em até 30% o valor quando acreditam que o usuário está apressado ou tentado a realizar a viagem. 

Extensões e dicas para ainda mais economia

Outras dicas gerais para economizar em passagens aéreas continuam valendo em conjunto com os métodos anteriores, adicionando ainda mais reduções de preço ao nosso total, são elas:

  • Compre as passagens com antecedência, quando mais próxima a compra da data do vôo maior será o valor. 
  • Para reservas de quartos em épocas de férias ou datas comemorativas, procure fazer a reserva no semestre anterior ou até mesmo um ano antes, evitando os preços mais elevados e a concorrência por vagas na última hora.
  • Se estiver mais preocupado com o dinheiro que o tempo de trajeto, busque por voos com conexão e com escalas, geralmente essas opções custam menos e ainda permitem a exploração (rápida) de outros países. 

E não é só isso, algumas extensões para o navegador de internet e alguns apps para nosso celular podem ajudar ainda mais na tentativa de fazer uma viagem pagando cada vez menos.

Por exemplo, o Airbnb pode oferecer quartos e casas fantásticas por preços significativamente menores que hotéis tradicionais, enquanto o Pocket para navegador permite que você salve e categorize sites legais para acessar em qualquer dispositivo, assim, dá para salvar mapas, sites com bons preços, imagens e textos através do computador, e acessar no celular quando precisar. 

Gostou? Já pensou qual é seu próximo destino quando acabar a pandemia? Se estiver pensando em estudos, aproveite essas dicas e prepare-se para o seu intercâmbio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes Sociais

Parceiros

Logo Blog da Sulamita

Sou Sulamita Pinheiro Machado Cogan, advogada por formação. Todavia, por gostar de alguns assuntos como moda, beleza, música, pets, etiqueta e turismo no Brasil, resolvi escrever um blog para trazer aos usuários na internet conteúdos importantes sobre cuidados e os produtos utilizados com os pets.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/femininas/www/wp-includes/functions.php on line 4348

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/femininas/www/wp-includes/functions.php on line 4348