A depilação a laser é um método de remoção progressiva dos pelos realizado por meio da energia luminosa do laser. Ele é feito com um dispositivo emissor de laser, colocado em cima dos pelos que serão eliminados.

O foco é a melanina na qual é substância efetua a coloração do bulbo e da haste do pêlo, tendo a função de causar dano térmico mínimo ao tecido adjacente.

A depilação a laser tende a ser dolorosa, entretanto, existem dispositivos que geram níveis baixos de dor, mas podem ser usadas pomadas anestésicas e jatos de ar frio para aliviar a dor. Qualquer pessoa pode fazer a depilação a laser, a não ser que esteja gestante. Também existem algumas indicações em relação aos pelos encravados que podem acabar manchando a região.

Recomendam-se em média de 3 a 10 sessões, conseguindo um bom resultado em 90% dos pelos dos pacientes. Depois disso, as sessões de manutenção serão a cada mês ou três meses. É importante salientar que depois da depilação a laser, o uso de protetor solar FPS 30 é extremamente necessário, além de seguir as instruções do médico ou esteticista.

Os resultados já são notados nas primeiras sessões, pois irão apresentar falhas na área do crescimento dos pelos. As áreas que dão melhores resultados são: virilha, axila, barba e perna.

O buço tem pelos muito finos e o dorso masculino tem espessura maior da pele. Essas são as áreas que os resultados não são mais visíveis, pois o laser pega mais fácil em pelos grossos; ao contrário do que acontece com os pêlos finos, porque eles atraem pouco a energia do laser e, também, a espessura da pele pode dificultar a chegada da energia ao pêlo.

Se ocorrer alguma vermelhidão, irritação ou qualquer outro tipo de problema, o médico, neste caso, poderá indicar corticoides de utilização local, hidratantes e antialérgicos. Mas cuidado: se a técnica aplicada não for adequada, há o risco de queimaduras. Consulte um profissional para sanar todas as suas dúvidas.

O que é drenagem linfática?

A drenagem linfática é um tipo de massagem que incita o sistema linfático, que é uma rede complexa de vasos a qual move fluidos pelo corpo, o fazendo funcionar mais acelerado. As vantagens são: a redução da retenção de líquido, ativação da circulação sanguínea, combate à celulite e o relaxamento corporal.

O sistema linfático é como se fosse uma terceira circulação, pois a linfa é um líquido que circula por meio da rede de vasos linfáticos. A linfa é rica em proteínas, glóbulos brancos, microrganismo, células mortas e sanguíneas e, também, carregam bactérias e toxinas nas quais possuem um aspecto viscoso e amarelado.

A linfa realiza trocas metabólicas com as células e, depois, é recolhida pelos vasos do sistema linfático nos quais voltam aos gânglios linfáticos (linfonodos) que, por sua vez, são importantes no sistema imunológico. Auxilia a reconhecer e combater germes, infecções e agentes estranhos. E pode ter sentido em algumas áreas do corpo como:

  • Virilha e Axila;
  • Pescoço (linfonodos em cada lado do pescoço);
  • Abaixo da mandíbula e do queixo;
  • Atrás das orelhas;
  • Na parte posterior da cabeça.

Sua função é remover a linfa acumulada entre as células derivando um retardo na produção da linfa ou dificuldades em absorção por parte das células. Assim, reduz o inchaço e melhora da celulite. A linfa concede um bônus à circulação geral, relaxando o corpo e combate a gordura localizada.

Atente-se: a drenagem linfática não gera emagrecimento sozinha, é preciso uma ação em conjunto com exercícios, beber grande quantidade de água e ter hábitos saudáveis com uma alimentação balanceada. Esse procedimento pode ser feito por gestantes, sem problemas.

Os resultados são sentidos imediatamente no caso de edema (inchaço). Já com a celulite, os resultados vão depender dos seguintes fatores como: alimentação, tabagismo, estresse e do nível da celulite. Em casos mais avançados, podem requerem mais sessões de drenagem linfática.

O que são preenchimento de olheiras e mamoplastia?

O preenchimento olheiras é um processo simples. Após a limpeza do local e aplicação de anestesia, o médico utiliza uma seringa com uma agulha bem fina injetando o ácido hialurônico entre a pálpebra e a maçã do rosto, região denominada de sulco “nasojugal”. Depois, realiza-se uma massagem para espalhar a substância, ocupando a região mais funda e nivelando a superfície da olheira, suavizando o sulco. Nesse caso, o gelo pode ser utilizado para reduzir o inchaço. O processo dura em média 10 minutos e, em algumas pessoas, pode causar desconforto, mas não dor.

A região pode ficar avermelhada e arroxeada após a aplicação e, no dia seguinte, é possível ver os furinhos da aplicação, mas o resultado pode chegar a 90% de melhora, diminuindo, assim, o semblante de cansaço do paciente. O resultado já é notado na primeira semana, mas serão necessários alguns retoques após uma ou duas semanas da primeira aplicação. Como resultado, há a suavização da textura e o clareamento da região.

Outro procedimento interessante é a mamoplastia de aumento, ou seja, uma cirurgia para aumentar as mamas quando o tamanho e peso estão abaixo das características que o paciente deseja. Ela tem por objetivo a realização do tratamento reconstrutivo da mama e a melhora do tamanho dos seios que podem gerar incômodo.

Esse procedimento é recomendado em casos de pacientes com mamas pequenas ou que tenham passado por algum procedimento cirúrgico que tenha acarretado à perda da seio. Para o caso de apenas aumento da região corporal, a cirurgia pode ser feita a partir dos 17 anos, quando os seios já estão maduros.

Ao realizar uma mamoplastia é essencial seguir todas as recomendações médicas pré-cirúrgicas e pós-cirúrgicas.